Dermatologia Canina

Dermatite Alérgica

Controle os quadros alérgicos

O que está acontecendo?

Região eritematosa, mordedura e lambedura excessiva nas patas e otites recorrentes são alguns sinais que podem indicar um animal com um quadro alérgico.

Causas

As alergias ocorrem devido a uma reação de hipersensibilidade do corpo a diferentes tipos de alérgenos, como:

  • Ambiental: gramíneas, pólen, poeira e produtos de limpeza.
  • Ectoparasitas: picada de pulgas, mosquitos e carrapatos.
  • Alimentar: componentes específicos presentes nos alimentos como aditivos e proteínas. 

Identificar o alérgeno que está desencadeando o quadro alérgico às vezes pode ser uma árdua tarefa.

Atopia é definida como um distúrbio genético relacionado à resposta inflamatória exacerbada e tendência ao prurido, cujas características clínicas estão associadas com a resposta aos anticorpos da classe IgE, mais comumente dirigidos a alérgenos ambientais. 10% a 15% dos cães podem apresentar dermatite atópica, onde algumas raças são mais predispostas a este distúrbio, como: West Highland White Terrier, Lhasa Apso, Golden Retriever, Boxer e Bulldogs. 

Manter a barreira cutânea saudável é essencial em cães atópicos para evitar a penetração de alérgenos. DOUXO® atua auxiliando a reestruturação da barreira cutânea. 

Sinais

O principal sintoma da dermatite alérgica observado é a irritação da pele. Prurido, regiões eritematosas, lambedura e mordedura excessiva principalmente nas patas são alguns sinais de cães com quadros de dermatite alérgica.

Cães apresentando esse quadro são mais predispostos a infecções auriculares. Em algumas situações o único sinal clínico que o cão irá apresentar será uma vermelhidão no pavilhão auricular ou otite recorrente. 

Infecções bacterianas secundárias acontecem frequentemente, visto que, a constante lambedura ou coceira pode carrear bactérias para a pele lesionada.  No caso dos cães atópicos observa-se uma desregulação da microbiota. Logo torna-se essencial cuidar da barreira cutânea do animal com a linha DOUXO®.

6 dicas para auxiliar seu animal nos quadros alérgicos

Minimizar o prurido e restaurar a barreira cutânea são os principais objetivos para proteger esse frágil ecossistema.

  1. Consulte um médico veterinário para identificação da causa;
  2. Auxilie na reestruturação da barreira cutânea com DOUXO®;
  3. Seque seu pet corretamente após o banho;
  4. Mantenha seu pet livre de pulgas, carrapatos e outros parasitas;
  5. Alimente seu pet com uma dieta balanceada;
  6. Consulte o médico veterinário periodicamente.

Recomendamos :

DOUXO® Calm